E se as redes sociais fossem lugares físicos?

3 de agosto de 2016 | Por Diego Fernandes

Seria possível comparar as mídias digitais com ambientes físicos? Sim, é possível. E para dar dicas rápidas de boas práticas de comunicação em cada canal, fizemos algumas analogias com o mundo real.

Site/e-commerce

Seu endereço na internet é uma expressão muito anos 90, mas é isso aí. O site da sua empresa é o endereço, o lugar que geralmente centraliza tudo: lá tem links para as redes sociais, o blog para marketing de conteúdo, seus produtos e serviços, formulário para gerar leads e base de newsletter.

O site tem de estar com design atraente, de fácil navegação e com conteúdo relevante para seu público, obviamente. E se não estiver atendendo esses pontos, não adianta esperar por bom resultados 😉

Facebook

É a hora do happy hour. Todo mundo conversando sobre um monte de coisas, menos de trabalho. Ok, eventualmente a gente fala de trabalho sim. Mas se falar o tempo todo da empresa, pode ter certeza que você será taxado de o chato da galera.

LinkedIn

É como um evento de networking. Aqui você tem que se vestir formalmente, falar sobre o mercado em que atua e mostrar que o domina bem. Tem quem o veja também como um processo seletivo, onde as empresas estão sempre analisando o perfil de cada um por lá.

Whatsapp

Basicamente, a nova central de atendimento. Certo?
Mais ou menos. Hoje o Whatsapp já é bastante utilizado para esse fim, mas com bastante criatividade, é possível fazer assistência remota e até fórum pra falar sobre assuntos específicos nos grupos. Mas lembre-se: esse canal tem como característica principal o contato direto. Ou seja, comunicação sem muitos rodeios.

Conte-nos sua experiência

Como tem sido feito o uso das redes sociais por aí? Alguma experiência pra compartilhar com a gente?

# # # #

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *